70-410 MB2-703 200-120 70-461 C_TADM51_731 300-320-dumps sy0-401-dumps 210-065-vce pw0-071-practice-test 200-120-ccna-cost c_hanaimp142-dumps 77-427-exam 9l0-066-pdf sale-C9560-503 a00-211-pdf 070-331-dump 352-001-pdf 1z0-047-pdf h12-224-dumps og0-093-dumps-free 400-101-dumps 1v0-605-pdf sale-C2090-620 1z0-242-pdf 70-470-exam 1z0-520-dumps-free-download ex300-exam 070-346-exam 100-101-practice-exam jn0-360-dumps-free-download jn0-692-exam s10-300-dumps 648-232-vce 1z0-599-free-dumps ns0-101-answers 070-412-dump 210-260-vce e20-891-exam sale-70-210 n10-006-pdf ahm-510-certification 220-010-exam 1z0-052-practice-test 700-505-exam sale-C2090-632 700-501-exam n10-005-pdf 70-981-exam 200-101-practice-exam 1z0-060-dumps 642-997-vce C2170-051 C2010-570 3I0-008 ex200-dumps ex200-exam-questions 070-462-dumps 070-680 70-413 C4060-155 OG0-092 1Y0-400 200-101 70-332 98-367 C2020-180 MB6-872 648-232 312-50V8 1Z0-599 220-010 1Z0-052 700-505 C2090-632 700-501 N10-005 70-981 HP2-H35 98-361 070-323 1Z0-876 300-135 1V0-604 642-747 642-742 AX0-100 1Z0-808 OG0-023 ST0-306 C2090-558 JN0-694 S90-09A 300-207 3I0-013 TK0-201 1Z0-061 1Z0-883 HP2-H39 C_TSCM62_66 VCS-273 500-451 TE0-141 500-170 C2020-625 312-75 70-697 HP2-Z34 117-201 C_GRCAC_10 NS0-157 820-427 C_TSCM42_66 300-320-dumps sy0-401-dumps 210-065-vce pw0-071-practice-test 200-120-ccna-cost c_hanaimp142-dumps 77-427-exam 9l0-066-pdf sale-C9560-503 a00-211-pdf 070-331-dump 352-001-pdf 1z0-047-pdf h12-224-dumps og0-093-dumps-free 400-101-dumps 1v0-605-pdf sale-C2090-620 1z0-242-pdf 70-470-exam 1z0-520-dumps-free-download ex300-exam 070-346-exam 100-101-practice-exam jn0-360-dumps-free-download jn0-692-exam s10-300-dumps 648-232-vce 1z0-599-free-dumps ns0-101-answers 070-412-dump 210-260-vce e20-891-exam sale-70-210 n10-006-pdf ahm-510-certification 220-010-exam 1z0-052-practice-test 700-505-exam sale-C2090-632 700-501-exam n10-005-pdf 70-981-exam 200-101-practice-exam 1z0-060-dumps 642-997-vce C2170-051 C2010-570 3I0-008 ex200-dumps ex200-exam-questions 070-462-dumps 70-484 70-498 70-646 98-361 98-366 A30-327 C_BOE_30 C_TSCM42_66 C2010-597 C2020-632 C2020-701 C2020-703 C2040-408 C2040-988 C2070-581 C2150-195 C2160-667 C2180-274 C4040-226 C4090-453 CAS-001 CSSLP C-TERP10-60 E20-018 E20-918 JN0-360 MSC-321 P2080-088 PC0-001 PEGACSA-v6.2 3I0-012 500-051 640-875 640-916 642-427 642-647 642-691 650-663 700-037 70-247
Pubicado em: qui, ago 10th, 2017

Grupo de neonazistas agride piauiense e amigos em Berlim

As vítimas foram artistas de circo que comemoravam o desfecho de um festival

Fonte: Piauí hoje

O brasileiro Rafa foi o que mais sofreu agressões físicas Foto: Arquivo pessoal

No dia 6 de agosto, artistas de circo, sendo dois brasileiros, foram vítimas de ataque de um grupo de neonazistas na Alemanha. O fato foi relatado com exclusividade ao Piauí Hoje , pela piauiense Lívia Brandão, que também foi vítima.

O caso ocorreu na noite de domingo (6), após o encerramento de um festival de Circo, na Praça Alexanderplatzem, em Berlim. Para comemorar o desfecho do festival, o grupo de artistas resolveu sair e foi atacado verbal e fisicamente por pelo menos cinco rapazes que aparentavam ter em torno 20 anos de idade.

“Estávamos lá em Berlim, participando deste festival que acontecia há 20 dias. Tinham pessoas de vários países, entre elas, o brasileiro Rafa, que mora na Europa há alguns anos. Após o espetáculo, por volta das 21h, os meninos que estavam se apresentando receberam algumas fichas para trocar por cervejas, então, tomamos as cervejas e um amigo argentino teve a ideia de irmos a uma festa pelo centro. Saímos, eu e mais cinco amigos, todos do circo que estavam trabalhando neste festival. No caminho, tinha um grupo de cinco meninos, por volta de 20 anos, e eles estavam lançando cones nas paredes, faziam baderna, pareciam bêbados ou drogados, não sei. Pareciam ser neonazistas ou fascistas, alguma coisa desse sentindo. Quando a gente cruzou com eles, falaram alguma coisa em alemão, que eu não entendi. Segundo meus amigos, eles [suspeitos] diziam ‘sai fora daqui’. O Rafa, que é brasileiro, contestou e mandou beijinho para eles, nisso, eles começaram a jogar a cerveja que eles estavam nas mãos, a gente também estava com cerveja e começamos a jogar neles”, relata Lívia.

Imagem relacionada
Praça Alexanderplatz/Foto:reprodução)

Os artistas de circo estavam a pé, e dois empurravam bicicletas quando foram insultados pelo grupo agressor. Lívia era a única mulher e, ao perceber as agressões físicas, se afastou para não ficar no meio da confusão.

“Fui saindo para a lateral, porque eu não queria ficar no meio de tantos homens brigando e eles também não se voltaram contra mim. O maior foi para cima do Rafa, que caiu no meio da rua, em cima da bicicleta, ele apagou”, conta a piauiense.

Segundo a jovem, mesmo com o amigo já caído no chão, um dos agressores ainda deu pisou sobre o rosto de Rafa, que resultou na fratura de alguns ossos da face.

“Os meninos começaram a brigar com o grupo, o Tavo [argentino] e eu saímos arrastando o Rafa, que estava desmaiado no meio da rua, para tirá-lo do meio da confusão, se deixássemos lá, os caras iriam matá-lo. O Rafa se recuperou e começou a andar e fugimos uns 300 metros com ele completamente tonto, nariz sangrando, boca deslocada. Foi quando encontramos um pessoal na rua, despistamos e a galera foi embora. Deitamos o Rafa no chão, chamamos a ambulância, e acionaram a Polícia. A Polícia conseguiu pegar um dos caras que, para tentar fugir, pulou da ponte, mas a polícia conseguiu pegá-lo porque ele estava se afogando, teve hipotermia, e foi resgatado. Depois de receber atendimento, o agressor foi preso e em seguida solto”, diz Lívia.

O brasileiro Rafa teve fraturas na mandíbula, nariz e em alguns ossos do rosto. O jovem passou por uma cirurgia e teve que colocar uma placa de titânio na bochecha, pois teve afundamento do lado direito do rosto, que foi reconstruído.

A produtora do festival, que é alemã, está tentando ver os trâmites da polícia. A polícia alemã vai disponibilizar a imagem de 200 rostos para as vítimas fazerem o reconhecimento nesta quinta-feira (10).

“Fomos na embaixada do Brasil, mas a mulher encarregada pelo setor jurídico não estava lá. Agora, vou no Itamaraty para ver o que pode ser feito. A polícia já tem o registro de uma das pessoas que atacou, que foi o menino que pulou no rio, mas as coisas estão desencontradas porque ele foi solto. A gente quer que esses caras sejam presos, que paguem a indenização para o Rafa. Que paguem a cirurgia dele. Rafa vai ter que ficar seis semanas parado, sem trabalhar, se não trabalhar, ele não come. Ele trabalha em uma categoria que faz equilíbrio com o rosto. Fiquei traumatizada, nunca vi isso em minha vida. A gente não estava fazendo nada, a gente só estava indo a uma festa, pacíficos, estávamos rindo. Eles vieram e nos atacaram. Isso é neonazismo, mandaram a gente sair do bairro deles. Está aumentando a onda de nazismo na Europa, a direita está enorme em qualquer lugar do mundo”, conclui Lívia Brandão.

Curta nossa página no facebook: http://www.facebook.com/PortalSaibaMais