70-410 MB2-703 200-120 70-461 C_TADM51_731 300-320-dumps sy0-401-dumps 210-065-vce pw0-071-practice-test 200-120-ccna-cost c_hanaimp142-dumps 77-427-exam 9l0-066-pdf sale-C9560-503 a00-211-pdf 070-331-dump 352-001-pdf 1z0-047-pdf h12-224-dumps og0-093-dumps-free 400-101-dumps 1v0-605-pdf sale-C2090-620 1z0-242-pdf 70-470-exam 1z0-520-dumps-free-download ex300-exam 070-346-exam 100-101-practice-exam jn0-360-dumps-free-download jn0-692-exam s10-300-dumps 648-232-vce 1z0-599-free-dumps ns0-101-answers 070-412-dump 210-260-vce e20-891-exam sale-70-210 n10-006-pdf ahm-510-certification 220-010-exam 1z0-052-practice-test 700-505-exam sale-C2090-632 700-501-exam n10-005-pdf 70-981-exam 200-101-practice-exam 1z0-060-dumps 642-997-vce C2170-051 C2010-570 3I0-008 ex200-dumps ex200-exam-questions 070-462-dumps 070-680 70-413 C4060-155 OG0-092 1Y0-400 200-101 70-332 98-367 C2020-180 MB6-872 648-232 312-50V8 1Z0-599 220-010 1Z0-052 700-505 C2090-632 700-501 N10-005 70-981 HP2-H35 98-361 070-323 1Z0-876 300-135 1V0-604 642-747 642-742 AX0-100 1Z0-808 OG0-023 ST0-306 C2090-558 JN0-694 S90-09A 300-207 3I0-013 TK0-201 1Z0-061 1Z0-883 HP2-H39 C_TSCM62_66 VCS-273 500-451 TE0-141 500-170 C2020-625 312-75 70-697 HP2-Z34 117-201 C_GRCAC_10 NS0-157 820-427 C_TSCM42_66 300-320-dumps sy0-401-dumps 210-065-vce pw0-071-practice-test 200-120-ccna-cost c_hanaimp142-dumps 77-427-exam 9l0-066-pdf sale-C9560-503 a00-211-pdf 070-331-dump 352-001-pdf 1z0-047-pdf h12-224-dumps og0-093-dumps-free 400-101-dumps 1v0-605-pdf sale-C2090-620 1z0-242-pdf 70-470-exam 1z0-520-dumps-free-download ex300-exam 070-346-exam 100-101-practice-exam jn0-360-dumps-free-download jn0-692-exam s10-300-dumps 648-232-vce 1z0-599-free-dumps ns0-101-answers 070-412-dump 210-260-vce e20-891-exam sale-70-210 n10-006-pdf ahm-510-certification 220-010-exam 1z0-052-practice-test 700-505-exam sale-C2090-632 700-501-exam n10-005-pdf 70-981-exam 200-101-practice-exam 1z0-060-dumps 642-997-vce C2170-051 C2010-570 3I0-008 ex200-dumps ex200-exam-questions 070-462-dumps 70-484 70-498 70-646 98-361 98-366 A30-327 C_BOE_30 C_TSCM42_66 C2010-597 C2020-632 C2020-701 C2020-703 C2040-408 C2040-988 C2070-581 C2150-195 C2160-667 C2180-274 C4040-226 C4090-453 CAS-001 CSSLP C-TERP10-60 E20-018 E20-918 JN0-360 MSC-321 P2080-088 PC0-001 PEGACSA-v6.2 3I0-012 500-051 640-875 640-916 642-427 642-647 642-691 650-663 700-037 70-247
Pubicado em: sáb, abr 14th, 2018

Metade do país é contra prisão de Lula, mas 69% acham que ele está envolvido com corrupção, diz pesquisa

Primeiro levantamento após prisão do petista mostra país dividido sobre a medida, mas apoio à Lava Jato segue alto
O ex-presidente Lula

O ex-presidente Lula Foto: Reuters / BBCBrasil.com

Na noite do último sábado (7), quando o ex-presidente Lula chegou de helicóptero a Curitiba, encontrou o bairro onde começará a cumprir sua pena dividido em dois pela Polícia Militar paranaense. De um lado, manifestantes de verde e amarelo favoráveis ao mandado de prisão do juiz Sérgio Moro; do outro, militantes de esquerda e simpatizantes, contrários à ida de Lula para a cadeia.

Agora, a primeira pesquisa de opinião após a prisão do petista mostra que o país inteiro está dividido: 46% dos brasileiros são contra a decisão de prender Lula, e 50% são favoráveis. A diferença está dentro da margem de erro, de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, segundo o IPSOS.

.

.

Foto: BBC Brasil / BBCBrasil.com

Para 57% dos entrevistados pelo IPSOS, Lula é culpado das acusações pelas quais está preso (32% acham que é inocente). Mais ainda: 69% consideram que o petista está envolvido de alguma forma nos esquemas de corrupção investigados pela Lava Jato.

Os pesquisadores foram às ruas entre os dias 7 e 10 de abril, e ouviu 1.200 pessoas nas cinco regiões brasileiras. E, durante este período, foi difícil achar alguém que não soubesse o que estava acontecendo: 99% dos entrevistados ouviram falar sobre a prisão de Lula.

.

.

Foto: BBC Brasil / BBCBrasil.com

No último sábado, Lula atuou como o mestre de cerimônias de sua própria prisão: o grupo mais próximo do petista negociou a rendição do ex-sindicalista à Polícia Federal, e ele só se despediu depois de um ato político ocorrido durante uma missa em memória de sua mulher, Marisa Letícia, morta em 2017.

O diretor do Ipsos Danilo Cersosimo é um dos responsáveis pelo levantamento. Ele lembra que “a pesquisa foi feita no calor do momento”, com as entrevistas começando no sábado e terminando na segunda-feira (9). Para Cersosimo, fica claro que “no momento da prisão, Lula não perdeu o apoio que tinha. O percentual de pessoas que considera a prisão injusta é muito similar à aprovação do Lula medida pelo Barômetro Político, publicado pelo O Estado de S. Paulo”, diz ele.

“Isso mostra que ele manteve um capital eleitoral e político bastante forte. A questão que fica é: qual será o grau de deterioração desse capital com ele na prisão? Vai se manter forte a ponto dele conseguir transferir votos para um eventual sucessor?”, questiona Cersosimo.

Outros dados na pesquisa do Ipsos mostram o quanto a população está dividida sobre este tema: para 50%, a prisão de Lula foi justa, mas para 44% o petista foi alvo de injustiça.

Outras respostas da pesquisa sugerem que ainda não existe uma opinião majoritária sobre o caso. Os percentuais dos que concordam ou discordam da frase “A Lava Jato até agora nada provou contra o ex-presidente Lula” são iguais: 47% dos entrevistados para cada lado, com 6% que não souberam dizer ou não responderam.

.

.

Foto: BBC Brasil / BBCBrasil.com

Na frase “A Lava Jato está mostrando que Lula é mais corrupto que os outros políticos”, 44% acham que sim, e 51% que não.

Outro resultado significativo é o de que a maioria das pessoas acredita que “os poderosos” do país “querem tirar Lula das eleições” presidenciais. 73% das pessoas ouvidas pelo IPSOS pensam desta forma, e 23% discordam. Pelas respostas anteriores, é possível inferir inclusive que pessoas que concordam com a prisão do petista pensam desta forma.

A pesquisa IPSOS não traz dados de preferência eleitoral, porém.

Apoio à Lava Jato, repúdio generalizado aos políticos

Apesar da divisão a respeito do caso do ex-presidente Lula, a maioria dos brasileiros continua apoiando as investigações da Lava Jato, iniciadas em março de 2014. Para 93%, as investigações precisam prosseguir, “custe o que custar”.

Outros 92% concordam com a sentença segundo a qual “A Lava Jato deve continuar as investigações até o fim, pois muita gente ainda precisa ser investigada”. Só 6% discordam desta última afirmação.

.

.

Foto: BBC Brasil / BBCBrasil.com

Outros 73% acham que a Lava Jato vai fortalecer a democracia brasileira, e só 10% creem que as investigações vão enfraquecer o regime democrático.

“A grande tradução desses números é a necessidade que o povo vê de mais respostas (em termos de avanço das investigações sobre outros políticos”, diz Cersosimo. “Existe uma necessidade (para a opinião pública) de resposta muito mais forte do que tem sido dada até agora”, diz o diretor do Ipsos.

“O cidadão se sente impotente nesse sentido (de resolver os problemas do país). A prisão do lula não resolve esse anseio por justiça”, diz Cersosimo.

Congresso Nacional

Congresso Nacional

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil / BBCBrasil.com

Da mesma forma, 66% dos ouvidos pelo IPSOS concordam com a afirmação de que “Agora que Lula foi condenado à prisão, os políticos vão tentar acabar com a Operação Lava Jato”. E 56% creem que a operação está mostrando que “todos os políticos são corruptos”. 39% das pessoas ouvidas discordam desta afirmação.

Mais ainda: para 91% dos ouvidos, a operação Lava Jato deveria investigar “todos os políticos”, enquanto apenas 7% discordam desta afirmação.

Popularidade de Temer: no chão

A pesquisa do Instituto Ipsos também perguntou aos entrevistados o que eles acham a respeito da administração do presidente Michel Temer (MDB). A resposta “ótimo” teve 0% de respostas, e apenas 2% consideram o governo Temer “bom”.

O presidente Michel Temer

O presidente Michel Temer

Foto: Beto Barata/PR / BBCBrasil.com

Por outro lado, a maioria dos entrevistados considerou o governo “péssimo” (61%) e “ruim” (22%). Os que avaliam o governo de forma “Regular, mais para positiva” são 5%, e os que veem a administração de forma “Regular, mais para negativa” são 9%.

Curta nossa página no facebook: http://www.facebook.com/PortalSaibaMais


BBC BRASIL.com – Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC BRASIL.com.