70-410 MB2-703 200-120 70-461 C_TADM51_731 300-320-dumps sy0-401-dumps 210-065-vce pw0-071-practice-test 200-120-ccna-cost c_hanaimp142-dumps 77-427-exam 9l0-066-pdf sale-C9560-503 a00-211-pdf 070-331-dump 352-001-pdf 1z0-047-pdf h12-224-dumps og0-093-dumps-free 400-101-dumps 1v0-605-pdf sale-C2090-620 1z0-242-pdf 70-470-exam 1z0-520-dumps-free-download ex300-exam 070-346-exam 100-101-practice-exam jn0-360-dumps-free-download jn0-692-exam s10-300-dumps 648-232-vce 1z0-599-free-dumps ns0-101-answers 070-412-dump 210-260-vce e20-891-exam sale-70-210 n10-006-pdf ahm-510-certification 220-010-exam 1z0-052-practice-test 700-505-exam sale-C2090-632 700-501-exam n10-005-pdf 70-981-exam 200-101-practice-exam 1z0-060-dumps 642-997-vce C2170-051 C2010-570 3I0-008 ex200-dumps ex200-exam-questions 070-462-dumps 070-680 70-413 C4060-155 OG0-092 1Y0-400 200-101 70-332 98-367 C2020-180 MB6-872 648-232 312-50V8 1Z0-599 220-010 1Z0-052 700-505 C2090-632 700-501 N10-005 70-981 HP2-H35 98-361 070-323 1Z0-876 300-135 1V0-604 642-747 642-742 AX0-100 1Z0-808 OG0-023 ST0-306 C2090-558 JN0-694 S90-09A 300-207 3I0-013 TK0-201 1Z0-061 1Z0-883 HP2-H39 C_TSCM62_66 VCS-273 500-451 TE0-141 500-170 C2020-625 312-75 70-697 HP2-Z34 117-201 C_GRCAC_10 NS0-157 820-427 C_TSCM42_66 300-320-dumps sy0-401-dumps 210-065-vce pw0-071-practice-test 200-120-ccna-cost c_hanaimp142-dumps 77-427-exam 9l0-066-pdf sale-C9560-503 a00-211-pdf 070-331-dump 352-001-pdf 1z0-047-pdf h12-224-dumps og0-093-dumps-free 400-101-dumps 1v0-605-pdf sale-C2090-620 1z0-242-pdf 70-470-exam 1z0-520-dumps-free-download ex300-exam 070-346-exam 100-101-practice-exam jn0-360-dumps-free-download jn0-692-exam s10-300-dumps 648-232-vce 1z0-599-free-dumps ns0-101-answers 070-412-dump 210-260-vce e20-891-exam sale-70-210 n10-006-pdf ahm-510-certification 220-010-exam 1z0-052-practice-test 700-505-exam sale-C2090-632 700-501-exam n10-005-pdf 70-981-exam 200-101-practice-exam 1z0-060-dumps 642-997-vce C2170-051 C2010-570 3I0-008 ex200-dumps ex200-exam-questions 070-462-dumps 70-484 70-498 70-646 98-361 98-366 A30-327 C_BOE_30 C_TSCM42_66 C2010-597 C2020-632 C2020-701 C2020-703 C2040-408 C2040-988 C2070-581 C2150-195 C2160-667 C2180-274 C4040-226 C4090-453 CAS-001 CSSLP C-TERP10-60 E20-018 E20-918 JN0-360 MSC-321 P2080-088 PC0-001 PEGACSA-v6.2 3I0-012 500-051 640-875 640-916 642-427 642-647 642-691 650-663 700-037 70-247
Pubicado em: sex, jul 20th, 2018

Ciro é confirmado candidato do PDT ao Planalto e dispara contra “baronato”

O ex-ministro Ciro Gomes foi confirmado há pouco como candidato do PDT à Presidência da República. A decisão, formalizada por aclamação da executiva do partido, foi anunciada em convenção nacional em curso nesta sexta-feira (20) na sede do partido em Brasília. Ainda não há definição sobre os partidos da coligação ou o cargo de vice na chapa presidencial, mas uma das possibilidades é a também pré-candidata Manuela D´Ávila (PCdoB), também pretendida pelo PT.

No discurso à militância, como havia feito ao lançar sua pré-candidatura, em março, Ciro voltou a disparar críticas ao governo Michel Temer e ao que chamou de “baronato” – denominação que o pedetista escolheu para dar à elite financeira do país que, segundo ele, explora o trabalho do povo para manter suas riquezas.

“A classe média brasileira já paga dobrado para viver no nosso país, porque tem aspirações justas e o Estado não lhe devolve em serviços públicos de qualidade o tributo que ela paga. Então, ela não acreditando em escola pública, leva-se a pagar mensalidade escolar; não acreditando na saúde pública, paga crescentemente um caro plano de saúde particular; não acreditando na segurança pública, acaba sacrificada com o alto custo do condomínio, pagando segurança privada”, discursou, vez ou outra interrompido por aplausos e gritos cantados em sua homenagem (“Viva Brizola / viva Che / viva a juventude socialista PDT”, era um deles, em referência ao líder revolucionário argentino Che Guevara, morto em 1967).

“Estamos vivendo o fim de um ciclo histórico. E eu estou convencido de que para seguir adiante como nação, precisamos de um novo projeto nacional de desenvolvimento”, acrescentou o candidato, que também fez referência ao ex-presidente Lula (PT), preso desde 7 de abril em Curitiba (PR) em decorrência da Operação Lava Jato.

“Depois de tudo o que aconteceu com o presidente Lula, nossa responsabilidade cresceu muito”, afirmou, no trecho do discurso em que comentou o governo Temer e o estado de coisas em curso no país.

O PDT aproveitou a abertura do prazo para formalização de candidaturas exigido pela Justiça Eleitoral, que vai desta sexta-feira (20) até o próximo sábado, para fazer o anúncio da candidatura. Para tanto, o partido montou uma grande estrutura em sua sede na capital, que fica a cerca de 300 metros da Câmara, com direito a dois palcos (um interno e outro externo, este com telão), stands para atender setores do partido e apresentações culturais. Bandas de pífano, forró e indígenas deram o tom de brasilidade ao evento.

Antes do anúncio da candidatura, o presidente nacional do  PDT, Carlos Lupi, disse ao Congresso em Foco que o apoio do centrão, bloco que reúne 164 deputados na atual legislatura (2015-2019), ao também presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) não fará falta ao presidenciável pedetista. “[O apoio do centrão] nunca foi nosso. Havia um movimento, da parte deles, podendo vir em nossa direção. Nós somos democratas e abrimos diálogo com todo mundo. Eles voltaram ao leito natural deles”, fustigou o dirigente.

PDT confirma candidatura de Ciro Estrutura de palco montada na área externa do PDT

Fábio Góis / Congresso em Foco

Com atividades previstas para toda a sexta-feira, a convenção nacional reúne integrantes do Diretório Nacional e do Conselho Político do PDT, além de representantes de movimentos sociais ligados ao partido, delegados e presidentes de comissões provisórias. Senadores, deputados federais e estaduais, além de lideranças políticas estaduais e municipais também prestigiaram a oficialização de sua candidatura.

Por volta das 10h, outra figura que desponta no partido falou à reportagem (vídeo) sobre a candidatura de Ciro. Advogado pernambucano, Túlio Gadelha evitou dizer se disputará cargo eletivo neste ano, mas disse que Ciro “é um candidato que fala a verdade”. “Ele está construindo um projeto de país. Acreditamos que é o melhor candidato, o mais preparado”, disse Túlio, que namora a jornalista e apresentadora Fátima Bernardes (TV Globo).

Ciro chegou à sede do PDT rodeado de correligionários e simpatizantes, e parou para falar com a imprensa por alguns instantes antes do discurso. Questionado sobre declarações polêmicas que tem dado e sobre a fama de ter comportamento explosivo, ele reconheceu erros e disse ter herdado o estilo de sua família.

“Não sou superior, nem imune, nem vacinado contra erros. Tenho trabalhado praticamente dez horas por dia e a minha ferramenta de trabalho é a palavra. Evidentemente, posso errar aqui e ali, porque nunca tive a pretensão de ser um anjo”, declarou  pedetista.

E foi justamente o temperamento de Ciro um dos motivos pelos quais o tucano Geraldo Alckmin foi escolhido pelo centrão, reunião de partidos que amparava as ações de Edurado Cunha (MDB-RJ), também condenado e preso na Lava Jato, como presidente da Câmara. Em entrevista à rádio CBN no começo da manhã, o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), um dos caciques do blocão, admitiu que o comportamento de Ciro era algo notório, mas sem fazer relação direta disso com a escolha por Alckmin.

Veja trecho do discurso de Ciro nesta sexta-feira:

Nesta semana, o pedetista chamou a promotora que pediu investigação contra ele de “filho da puta”. Alckmin é visto como mais ponderado. Semanas atrás, foi acusado de racismo pelo vereador paulistano Fernando Holiday (DEM), razão pela qual tornou-se alvo de pedido de investigação do Ministério Público.

Além disso, o “centrão” também desconfia que a candidatura de Ciro está inflada por causa das incertezas em relação ao ex-presidente Lula, preso desde 7 de abril e, mesmo assim, pré-candidato do PT à Presidência da República. Se o petista nomear um substituto para a disputa, como é esperado, observadores da cena político-eleitoral preveem que eleitores de centro-esquerda passem a apoiar o candidato do PT.

Prognóstico

Com a provável saída de Lula da disputa presidencial devido a imposições da Lei da Ficha Limpa, o PDT espera herdar votos de petistas em alguma medida, independentemente do provável substituto do ex-presidente. Na cúpula do partido, a expectativa é que a corrida presidencial vitamine o PDT regionalmente.

Nesse sentido, os dirigentes projetar a eleição de uma bancada de 40 deputados federais, no mínimo. O partido tem 19 deputados federais e três senadores nesta legislatura (2015-2019).

São oito os nomes do partido lançados à disputa por governos estaduais: Acir Gurgacz (RO), Carlos Eduardo Alves (RN), Jairo Jorge (RS), Lígia Feliciano (PB), Odilon de Oliveira (MS), Osmar Dias (PR), Pedro Fernandes (RJ) e Waldez Góes (AP).

Curta nossa página no facebook: http://www.facebook.com/PortalSaibaMais


Fonte: Congresso em Foco