70-410 MB2-703 200-120 70-461 C_TADM51_731 300-320-dumps sy0-401-dumps 210-065-vce pw0-071-practice-test 200-120-ccna-cost c_hanaimp142-dumps 77-427-exam 9l0-066-pdf sale-C9560-503 a00-211-pdf 070-331-dump 352-001-pdf 1z0-047-pdf h12-224-dumps og0-093-dumps-free 400-101-dumps 1v0-605-pdf sale-C2090-620 1z0-242-pdf 70-470-exam 1z0-520-dumps-free-download ex300-exam 070-346-exam 100-101-practice-exam jn0-360-dumps-free-download jn0-692-exam s10-300-dumps 648-232-vce 1z0-599-free-dumps ns0-101-answers 070-412-dump 210-260-vce e20-891-exam sale-70-210 n10-006-pdf ahm-510-certification 220-010-exam 1z0-052-practice-test 700-505-exam sale-C2090-632 700-501-exam n10-005-pdf 70-981-exam 200-101-practice-exam 1z0-060-dumps 642-997-vce C2170-051 C2010-570 3I0-008 ex200-dumps ex200-exam-questions 070-462-dumps 070-680 70-413 C4060-155 OG0-092 1Y0-400 200-101 70-332 98-367 C2020-180 MB6-872 648-232 312-50V8 1Z0-599 220-010 1Z0-052 700-505 C2090-632 700-501 N10-005 70-981 HP2-H35 98-361 070-323 1Z0-876 300-135 1V0-604 642-747 642-742 AX0-100 1Z0-808 OG0-023 ST0-306 C2090-558 JN0-694 S90-09A 300-207 3I0-013 TK0-201 1Z0-061 1Z0-883 HP2-H39 C_TSCM62_66 VCS-273 500-451 TE0-141 500-170 C2020-625 312-75 70-697 HP2-Z34 117-201 C_GRCAC_10 NS0-157 820-427 C_TSCM42_66 300-320-dumps sy0-401-dumps 210-065-vce pw0-071-practice-test 200-120-ccna-cost c_hanaimp142-dumps 77-427-exam 9l0-066-pdf sale-C9560-503 a00-211-pdf 070-331-dump 352-001-pdf 1z0-047-pdf h12-224-dumps og0-093-dumps-free 400-101-dumps 1v0-605-pdf sale-C2090-620 1z0-242-pdf 70-470-exam 1z0-520-dumps-free-download ex300-exam 070-346-exam 100-101-practice-exam jn0-360-dumps-free-download jn0-692-exam s10-300-dumps 648-232-vce 1z0-599-free-dumps ns0-101-answers 070-412-dump 210-260-vce e20-891-exam sale-70-210 n10-006-pdf ahm-510-certification 220-010-exam 1z0-052-practice-test 700-505-exam sale-C2090-632 700-501-exam n10-005-pdf 70-981-exam 200-101-practice-exam 1z0-060-dumps 642-997-vce C2170-051 C2010-570 3I0-008 ex200-dumps ex200-exam-questions 070-462-dumps 70-484 70-498 70-646 98-361 98-366 A30-327 C_BOE_30 C_TSCM42_66 C2010-597 C2020-632 C2020-701 C2020-703 C2040-408 C2040-988 C2070-581 C2150-195 C2160-667 C2180-274 C4040-226 C4090-453 CAS-001 CSSLP C-TERP10-60 E20-018 E20-918 JN0-360 MSC-321 P2080-088 PC0-001 PEGACSA-v6.2 3I0-012 500-051 640-875 640-916 642-427 642-647 642-691 650-663 700-037 70-247
Pubicado em: sáb, jul 7th, 2018

Fundos de investimento serão os principais acionistas da OI

Sede da Oi na Vila Olímpia, em São Paulo – Edilson Dantas / Agência O Globo

 Dois anos depois de entrar em recuperação judicial, a Oi passará a ter fundos de investimento entre os principais acionistas. GoldenTree, York, Solus, Canyon e Brookfield serão, nessa ordem, os maiores acionistas da tele carioca. Segundo fontes do mercado, com uma carteira de investimentos global em torno de US$ 361 bilhões, estes fundos terão cerca de 30% do capital da maior concessionária de telefonia da América Latina. Já os portugueses da Pharol (antiga Portugal Telecom), que têm 22%, ficarão com 7,4% das ações, patamar semelhante ao de cada um dos novos sócios.A dívida da Oi soma R$ 64 bilhões, dos quais R$ 31 bilhões serão pagos de forma parcelada a bancos e à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Até agora, ela já acertou R$ 420 milhões com pequenos credores, como pessoas físicas e fornecedores, mas isso corresponde a menos de 1% da dívida total.

A mudança entre os acionistas da Oi ocorre sete meses após a aprovação do seu plano de recuperação judicial. A entrada dos bondholders (investidores internacionais que compraram títulos emitidos pela Oi no exterior) no capital da companhia vem sendo organizada ao longo deste ano durante o processo de conversão da dívida financeira em ações. Com isso, os débitos com bondholders, que somavam R$ 32,8 bilhões, ficarão em R$ 5,1 bilhões.

EM BUSCA DE EXECUTIVOS

Segundo uma fonte do mercado financeiro, que não quis se identificar, os principais acionistas já iniciaram a busca por executivos de mercado para compor o novo Conselho de Administração da empresa. No início de agosto será convocada uma Assembleia Geral Extraordinária para decidir os novos nomes. A Pharol, antiga Portugal Telecom (PT), também deverá apresentar seus próprios nomes ao Conselho, segundo outras fontes. Assim, em setembro, a tele já estará seguindo na prática as diretrizes dos novos donos.

– A ideia é ter nos assentos executivos com experiência no setor e em conselhos de outras empresas. A Oi vai mudar completamente a sua capacidade de investimento a partir de julho, com essa nova formação de acionistas, que terão importância dentro de uma empresa completamente pulverizada. Esses fundos já se comprometeram a investir R$ 4 bilhões até o fim do ano durante o processo de aumento de capital da Oi – explicou uma fonte.

Ainda assim, fontes do setor ponderam que o único compromisso destes investidores é com o retorno financeiro da operação. Devem aportar recursos para que a tele fique mais atraente para novos investidores.

A maior parte dos novos acionistas já é conhecida do mercado brasileiro por sua postura agressiva na mesa de negociações. A GoldenTree, que será o principal nome na nova Oi, tem uma carteira de mais de US$ 27 bilhões, é um dos acionistas minoritários da Via Varejo, dona das Casas Bahia e Ponto Frio, por meio de um de seus fundos multimercado. Do principal bloco de acionistas, a Brookfield é o maior dos fundos, com US$ 282,7 bilhões em ativos sob sua administração, de acordo com seu balanço. Do total, US$ 42 bilhões estão no Brasil, espalhados em diversas empresas, como Arteris, que tem a concessão de nove rodovias, VLI, de soluções integradas em logística, BRK Ambiental, de tratamento de água e esgoto, além de propriedades comerciais.

Já a York tem US$ 25 bilhões em carteira e investe em diversos setores. Um dos destaques é o de óleo e gás, como na companhia de serviços TransOcean, com atuação no Brasil. A Solus, que administra US$ 6 bilhões ao redor do mundo, recentemente esteve nos holofotes por ter participação de um de seus fundos na varejista americana de brinquedos Toy “R” Us, que entrou em processo de falência no ano passado. Conhecida por ter sido uma das investidoras da Yahoo!, a Canyon gere US$ 21,1 bilhões em ativos, e tem investido pesado no setor imobiliário nos Estados Unidos.

– Esses fundos são de capital fechado, não costumam detalhar seus investimentos. No caso da Oi, todos tiveram que unir forças para evitar perdas com a Oi – destacou um gestor de uma importante companhia brasileira que tem parceria com um desses fundos.

140 INVESTIDORES TERÃO AÇÕES

Ao todo, 140 investidores institucionais, que eram credores, terão 72% das ações da Oi após a conversão, segundo levantamento feito pelo GLOBO. Esse percentual, no entanto, poderá ser ainda maior no fim do ano, com a perspectiva de um aumento de capital, quando serão emitidas 3,2 bilhões de novas ações. Com os R$ 4 bilhões que serão aportados, a Oi pretende elevar seus investimentos anuais de R$ 5 bilhões para R$ 7 bilhões, algo tido como essencial por especialistas.

– A companhia precisa de mais investimento para crescer e fazer frente aos concorrentes. Além disso, espera a mudança na legislação para se livrar das obrigações da concessão, como os aportes em orelhões – destacou um dos analistas.

A mudança na legislação pode destravar a busca por um novo investidor de peso. No ano passado, a companhia chegou a ser sondada por fundos abutres, como Elliott e Cerberus, além da chinesa China Mobile. Mas a mudança na regulação é essencial para dar previsibilidade.

Curta nossa página no facebook: http://www.facebook.com/PortalSaibaMais


Fonte: O Globo