70-410 MB2-703 200-120 70-461 C_TADM51_731 300-320-dumps sy0-401-dumps 210-065-vce pw0-071-practice-test 200-120-ccna-cost c_hanaimp142-dumps 77-427-exam 9l0-066-pdf sale-C9560-503 a00-211-pdf 070-331-dump 352-001-pdf 1z0-047-pdf h12-224-dumps og0-093-dumps-free 400-101-dumps 1v0-605-pdf sale-C2090-620 1z0-242-pdf 70-470-exam 1z0-520-dumps-free-download ex300-exam 070-346-exam 100-101-practice-exam jn0-360-dumps-free-download jn0-692-exam s10-300-dumps 648-232-vce 1z0-599-free-dumps ns0-101-answers 070-412-dump 210-260-vce e20-891-exam sale-70-210 n10-006-pdf ahm-510-certification 220-010-exam 1z0-052-practice-test 700-505-exam sale-C2090-632 700-501-exam n10-005-pdf 70-981-exam 200-101-practice-exam 1z0-060-dumps 642-997-vce C2170-051 C2010-570 3I0-008 ex200-dumps ex200-exam-questions 070-462-dumps 070-680 70-413 C4060-155 OG0-092 1Y0-400 200-101 70-332 98-367 C2020-180 MB6-872 648-232 312-50V8 1Z0-599 220-010 1Z0-052 700-505 C2090-632 700-501 N10-005 70-981 HP2-H35 98-361 070-323 1Z0-876 300-135 1V0-604 642-747 642-742 AX0-100 1Z0-808 OG0-023 ST0-306 C2090-558 JN0-694 S90-09A 300-207 3I0-013 TK0-201 1Z0-061 1Z0-883 HP2-H39 C_TSCM62_66 VCS-273 500-451 TE0-141 500-170 C2020-625 312-75 70-697 HP2-Z34 117-201 C_GRCAC_10 NS0-157 820-427 C_TSCM42_66 300-320-dumps sy0-401-dumps 210-065-vce pw0-071-practice-test 200-120-ccna-cost c_hanaimp142-dumps 77-427-exam 9l0-066-pdf sale-C9560-503 a00-211-pdf 070-331-dump 352-001-pdf 1z0-047-pdf h12-224-dumps og0-093-dumps-free 400-101-dumps 1v0-605-pdf sale-C2090-620 1z0-242-pdf 70-470-exam 1z0-520-dumps-free-download ex300-exam 070-346-exam 100-101-practice-exam jn0-360-dumps-free-download jn0-692-exam s10-300-dumps 648-232-vce 1z0-599-free-dumps ns0-101-answers 070-412-dump 210-260-vce e20-891-exam sale-70-210 n10-006-pdf ahm-510-certification 220-010-exam 1z0-052-practice-test 700-505-exam sale-C2090-632 700-501-exam n10-005-pdf 70-981-exam 200-101-practice-exam 1z0-060-dumps 642-997-vce C2170-051 C2010-570 3I0-008 ex200-dumps ex200-exam-questions 070-462-dumps 70-484 70-498 70-646 98-361 98-366 A30-327 C_BOE_30 C_TSCM42_66 C2010-597 C2020-632 C2020-701 C2020-703 C2040-408 C2040-988 C2070-581 C2150-195 C2160-667 C2180-274 C4040-226 C4090-453 CAS-001 CSSLP C-TERP10-60 E20-018 E20-918 JN0-360 MSC-321 P2080-088 PC0-001 PEGACSA-v6.2 3I0-012 500-051 640-875 640-916 642-427 642-647 642-691 650-663 700-037 70-247
Pubicado em: qui, jul 5th, 2018

Marca piauiense registra ‘mermã’ como uso exclusivo e gera polêmica

O caso foi compartilhado nas redes sociais.

Uma empresária piauiense está causando polêmica nas redes sociais após registrar a expressão ‘mermã’ como uso exclusivo da sua marca de bijuterias. Nesta quarta-feira (04/07), uma postagem no Instagram da loja com uma nota de esclarecimento, destacou que o termo teve seu registro de marca aprovado junto ao INPI. O problema é que muitos usuários não aprovaram a decisão.

De acordo com a publicação, o desejo de registrar a marca ‘mermã’ surgiu logo no princípio, uma vez que houve uma massificação de lojas online no ramo de bijuterias utilizando essa expressão. Nesse contexto, buscou-se a assessoria de escritório especializado em proteção de Marcas e Patentes para iniciar o processo de registro da marca que durou pouco mais de dois anos, com deferimento definitivo em meados de junho de 2018.

Segundo o setor jurídico da empresa, em entrevista ao meionorte.com, tudo não passou de um erro de interpretação.

Nas redes sociais, vários comentários foram registrados sobre o caso: “Nam mermã. Não foi tu que inventou essa expressão não. Me poupe e se poupe”, escreveu uma usuária. “O que me deixou revoltada é eles colocarem que após o surgimento da loja, a expressão mermã foi valorizada e elevada”, disse outra. “Mesmo numa tentativa de justificativa e retratação, o público continua criticando a marca”, afirmou outro.

Já alguns seguidores da marca aprovaram a iniciativa. “O nome não foi patenteado, foi apenas registrado, nada foi proibido. A equipe está de parabéns por proteger sua origem e levar a marca para fora do país”, disse.

 (Crédito: Reprodução/Instagram)
(Crédito: Reprodução/Instagram)
 (Crédito: Reprodução/Twitter)
(Crédito: Reprodução/Twitter)
 (Crédito: Reprodução/Twitter)
(Crédito: Reprodução/Twitter)

Confira na íntegra a nota de esclarecimento da empresa:

Em respeito aos nossos clientes, consumidores, parceiros e amigos , a “Mermã , que Lindo!” vem a público informar o que segue : A marca “Mermã ” foi registrada junto ao INPI – processos números : 911732918; 911733019;911733045; 911595880.). O desejo de registrar a marca “Mermã ” surgiu logo no princípio , uma vez que houve uma massificação de lojas online no ramo de bijuterias utilizando essa expressão.

Nesse contexto, buscou-se assessoria de escritório especializado em proteção de Marcas e Patentes- Companhia das Marcas- para iniciar o processo de registro da marca.

O processo durou pouco mais de 02 (dois) anos, com deferimento definitivo em meados de junho de 2018.

Foi com grande alegria que dividimos essa vitória com nossas amadas clientes e seguidoras em nossa rede social . Ao passo que a informação também teve por escopo o alerta às empresas online que utilizam essa expressão. Inclusive , notificamos extrajudicialmente uma empresa que estava em vias de ser inaugurada com a expressão ” Mermã “. A divulgação da notícia foi comemorado por muitas das nossas clientes e seguidoras ! Porém, tiveram outros internautas que , acredita-se, por erro de interpretação, discordaram do registro da Marca. Ao que tudo indica, acreditavam que não poderiam mais utilizar essa expressão de maneira alguma. Ocorre que essa proteção é algo meramente empresarial . Em nada prejudicará o uso cultural dessa expressão .

Em verdade, o nome MERMÃ , com o surgimento da loja, teve seu aspecto cultural elevado e valorizado! Os nordestinos , mais especificamente Piauienses e Maranhenses, passaram a utiliza- lá com verdadeira propriedade e de maneira orgulhosa. Enfim , foi dado relevo a essa expressão que é tão NOSSA e continuará sendo !

04/07/2018

Atenciosamente ,

Diretoria Jurídica.

Curta nossa página no facebook: http://www.facebook.com/PortalSaibaMais


Fonte: Portal Meio Norte